pensamentos, desabafos, histórias de um esqueleto humano que por aqui vagueia...

Segunda-feira, 17 de Setembro de 2007

Recaida

Não tenho escrito nada ou quase nada...

Na realidade e como vem sendo hábito tenho tido muito pouco tempo, muito trabalho durante a semana e fim de semana também...

A minha mãe tem um estabelecimento e eu quando não faço serviços de mesa vou para lá ajudá-la e como aquilo é um café tenho sempre muito que fazer, muito para coscuvilhar (estive lá três anos a trabalhar em full-time ) por isso conheço toda a gente, e no sitio que está localizado coscuvilhice não falta...

Desde a fulana que mora por cima que está sempre à janela e de cada vez que vê alguém que lhe interesse entrar vem logo e abanca-se na mesa da pessoa para tagarelar (pensa que toda a gente têm a vida dela), a velha ( desculpem o termo), que vai à missa três vezes ao dia, outra que sai vinte vezes de casa para ir ao supermercado , e ainda aqueles que vão para lá e fingem que estão a ler o jornal mas que estão é atentos a tudo que se passa à volta, e ainda aqueles que de cada vez que lá passam ficam a olhar e pensam que nós não percebemos...

E é precisamente sobre uma destas personagens que hoje vou escrever um bocadinho...

Há quatro anos e meio que a minha mãe tem o café, eu estive lá diariamente até à um ano atrás quando retomei o trabalho que tinha antes (escritório), neste tempo que lá estive, vi, conheci e reencontrei muitas pessoas...conheci um em particular que depois de me ter separado me chamou à atenção, porque estava sempre a olhar, porque a mãe dele pegava muito comigo, porque afirmava a pés juntos que ele só lá ia quando eu lá estava...

Ele tentou durante meses alguma coisa e eu recuei esse tempo todo, ao fim de bastante tempo acabei por cair (porque a carne é fraca e porque estava sozinha), mas fiz asneira ele tinha namorada entretanto...todo aquele tempo que ele tinha tentado não existia ninguém e quando eu pensei que tinha a perder ele arranja alguém...

Andamos num começa e acaba desde Dezembro do ano passado e por muito que tente não tenho conseguido romper este laço...

Andava feliz porque desde Maio que estava a conseguir não estar com ele e agora à três semanas tudo recomeçou e sinto-me mal, apesar de agora ser diferente, fala comigo todos os dias e pede-me desculpa por estar pouco tempo comigo, e eu sei que estou a errar mas não consigo e sinto-me tão mal...

Mas espero em alguma altura conseguir romper com isto que me prejudica e no fundo me magoa...

 

publicado por bones às 15:08
sinto-me: presa
música: silêncio
tags:

4 comentários:

Querida Bones, nem sempre o coração obedece à cabeça mas acredito que vais conseguir e farás o que for melhor para ti. Não te conformes e não desistir de lutar pelo teu bem estar. Beijinho, J.
ladybug a 17 de Setembro de 2007 às 18:40
De facto nem sempre é fácil obedecer à cabeça, mesmo por vezes sabendo que nos vamos magoar.Mas eu sei que vou conseguir ficar bem no meio deste turbilhão de sentimentos.
Beijokas
bones a 18 de Setembro de 2007 às 15:25
As pessoas acham sempre que a "outra" se diverte imenso e que é tudo uma maravilha...
Mas é tão complicado...
Tenta seguir o teu caminho, se ele estiver destinado, irá seguir-te.
Senão, não percas tempo...
Não que tenha nada a ver com isso, mas custa-me ver-vos assim...
Beijo
caixapreta a 19 de Setembro de 2007 às 21:38
Eu bem tento seguir o meu caminho,mas ele na maior parte das vezes trava-me e eu sou tão fraca que caio outra vez na teia.
Tenho que ter mais força, mas é complicado, e ser a "outra" não é nada fácil nem bom..
obrigada pelas tuas palavras.
beijokas
bones a 20 de Setembro de 2007 às 09:28

mais sobre mim

Setembro 2007

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
13
14
15
16
20
22
23
29

pesquisar

 

arquivos

comentários recentes

  • Join the club...
  • és igual a mim pelo q dizes : Dadd: laurahulst@hot...
  • É um prazer fazer-te rir...
  • Ainda bem que gostas. Explora bem o Josh Groban po...
  • LOLEpá, dos melhores posts que li nos últimos temp...
  • E também te ajudo a ti, Pepita :) Beijoca, Joana
  • Se me pedires para por estrelinhas piscar é que nã...
  • Do mesmo mal me queixo eu, e então agora que deu a...
  • É de facto uma música espetacular com uma letra à ...
  • tambem esta bem...

mais comentados

blogs SAPO


Universidade de Aveiro